A eleição da nova mesa diretora da câmara de vereadores não foi nada fácil. A composição da nova mesa foi alvo de uma batalha judicial, depois que duas eleições distintas foram realizadas a justiça precisou decidir, qual delas tinha validade.

Tudo começou quando Neto De Maro, então presidente em exercício realizou em 23 de novembro do ano passado realizou a eleição com o registro de apenas uma chapa, na qual tinha ele como candidato, aplicando assim o velho ‘drible da vaca’ nos vereadores da oposição que segundo Neto, teriam perdido o prazo para registro de chapa e estariam impedidos de concorrer.

Não satisfeitos, os vereadores da oposição que pretendiam lançar o nome de Amilton Fernandes como candidato a presidência e inclusive contavam como maioria na casa, recorreram a justiça o obtiveram o direito de concorrerem.

No dia 07 de Dezembro, foi então realizada a nova eleição, onde ficou definida a composição da mesa na seguinte ordem: Presidente – Amilton Fernandes, Vice-presidente – Toinho Magalhães, 1° secretário – Jailson Nogueira, 2° secretário – Marcondes de Bizerril.

Uma vitoria difícil merece uma comemoração a altura e o novo presidente do legislativo não economizou o dinheiro do contribuinte. Conforme o empenho 0000007 de 22/01/2019 R$ 3.505.75 foram gastos com aquisição de carnes, linguiça, frango, refrigerantes, água de coco, água mineral, pratos e copos descartáveis. Já no empenho 0000015 de 22/01/2019 mostra que o valor de R$ 1.500.00 foi gasto com lanches destinados a confraternização da câmara municipal de Uiraúna realizada no dia 05.01.2019 e sessão especial no dia 12.01.2019.

Resta saber quantos cidadãos prestigiaram os dois eventos e juntos aos vereadores se banquetearam com: carnes, linguiça, frango, refrigerantes, água de coco, água mineral e os lanhes que foram servidos.

Da Redação